Google+ Followers

terça-feira, maio 02, 2006

Portugal abre as fronteiras à livre circulação dos trabalhadores do Leste Europeu

No início de Março, Portugal notificou Bruxelas de que iria acabar com esse regime de quotas que atribuía autorizações de trabalho aos imigrantes oriundos de novos Estados-membros. Portugal abre assim as suas fronteiras, acompanhado pela Espanha e Grécia. Até hoje apenas três Estados-membros, a Irlanda, Reino Unido e a Suécia, não mantinham qualquer limitação no acesso ao respectivo mercado de trabalho dos cidadãos dos dez países da Europa de Leste e das ilhas de Chipre e Malta.Passados dois anos e perante a evidência que a temida invasão dos trabalhadores de Leste não teve lugar, Portugal decidiu abrir as Alemanha, Áustria e a Dinamarca vão manter as restrições até ao final do prazo (2011) e a Holanda anunciou que manterá o regime actual até ao final deste ano.

Comentários:
1)Algumas profissões estarão sob pressão adicional, especialmente devido ao aumento da mobilidade dos polacos: estomatologistas, optometristas, enfermeiros, médicos.
2) Não vamos ter canalizadores polacos: já cá temos os ucranianos...

Sem comentários: