Google+ Followers

sábado, julho 02, 2005

Força Sócrates! For those about to rock we salut you!

Mentistes descaradamente quando prometeste não aumentar os impostos. Quando dissestes no debate com Santana Lopes que não seria necessário aumentar a idade de reforma. Vou-te cobrar por isso quando chegar a altura.

Mas foste bravo em segurar o teu ministro da finanças, um particular amigo meu. Não deve ser fácil. Bravura também quando resolveste ignorar o teu eleitorado, o partido dos funcionários públicos.

Quando duma penada incorreste na ira de quase todos os teus eleitores: os polícias, os professores, os médicos, os enfermeiros.

Quando deste o exemplo cortando as sinecuras dos representantes do povo.

Estranhamente tiveste tanto trabalho e coragem mas ainda nada disseste sobre o que se segue:

- que vais proceder á captação de receitas extraordinárias;
- que lá para o final da legislatura vais introduzir portagens em mais de metade das Scut´s;
- que vais ter que cortar nas prestações sociais, nomeadamente no subsídio de desemprego e de doença;
- que vais ter que deixar que o sector cooperativo, concordatário e privado concorra em quase igualdade de circunstâncias no ensino superior;
- que vais emagrecer o orçamento das universidades públicas;
- que vais tornar a aumentar os impostos;

Em suma, que provavelmente a contestação social que enfrentas é apenas a ponta do iceberg do que te espera... mas que as medidas que agora tomas apenas são paliativos que não deverão ser suficientes para salvar o Estado Social. Que Marcelo Caetano primeiro, Vasco Gonçalves depois, Cavado Silva em especial e Guterres/Ferro Rodrigues construiram.

Que tal como tens tido coragem para estes combates em defesa dos teus paliativos, pena é que tenhas recorrido ao estilo "coelhone", trauliteiro, rasteiro, para lançar a questão de novo referendo sobre o aborto por alturas das presidenciais. É foleiro, desrespeitador do povo. Mas vais embaraçar Cavaco. Que te vai pagar, demitindo-te um ano depois de tomar posse como presidente. Porquê Sócrates não usares a tua cabeça e livrares-te da "tralha guterrista" de vez?

Sem comentários: