Google+ Followers

quinta-feira, julho 25, 2013

Pires de Lima...um bom CEO dará um bom ministro? Ou porque as nações não são empresas...

http://www.linkedin.com/in/paulomarcos

Dizem-me que Pires de Lima é um bom político e um muito bom dirigente executivo empresarial. Que fez um excelente trabalho na Compal e na Unicer. Eu não o conheço. Claro que gosto de colocar alguma água na fervura...na Compal falhou a operação de MBO que tinha montando com outros quadros para comprar a empresa quando o Grupo J. Mello a vendeu.

E na Unicer perdeu a liderança de mercado que tinha herdado....para a concorrente Centralcer...

Agora vai para ministro da Economia, o tal que se pretende que seja do crescimento e da recuperação económica.
Dizem que as suas qualidades de gestor vão ser decisivas e o tornam altamente recomendável para o cargo de ministro.
Eu tenho dúvidas...porque uma nação não é uma empresa....numa empresa o CEO dirige-a de forma autoritária...um político tem que gerir por equilíbrios...numa empresa despede-se um quadro...numa nação não se pode despedir uma opinião pública, os eleitores, os sindicatos...de facto, uma nação é mesmo muito diferente de uma empresa...
E a forma de gerir uma empresa muito, mas muito diferente da forma de gerir uma nação ou uma ministério...Empresa e nação, estão nas antípodas no que toca a forma de serem geridas.

Agora a vantagem é que Pires de Lima, para além de ser gestor de topo (o que eu acho que é uma desvantagem para se ser ministro...!) é também um político experimentado e sagaz. Amigo de Paulo Portas, junto do qual goza de grande favor e confiança.
Por isto, pelo seu lado político, arrisco dizer que vai ser um bom ministro. Se predominar o seu lado "Director Geral" ou "Administrador Delegado" empresarial, vai ser um desastre...

Boa sorte ao novo ministro. Portugal bem que a merece!

Sem comentários: