Google+ Followers

sexta-feira, fevereiro 09, 2007

Sondagens e ignorância dos políticos

Jerónimo ou é tonto ou tenta fazer os outros... Veja-se a falta de conhecimento ou a má fé que transcrevemos hoje dos jornais:

Universidade Católica não comenta declarações de Jerónimo
O Centro de Sondagens da Universidade Católica recusou hoje comentar as declarações do secretário-geral do PCP, que quinta-feira acusara a instituição de, com as suas sondagens, pretender dissuadir o voto no «sim» no referendo ao aborto de 11 de Fevereiro.

Pedro Magalhães, responsável do Centro de Sondagens e Opinião da Universidade Católica, disse à agência Lusa não querer comentar a afirmação de Jerónimo de Sousa, adiantando tratar-se de coisas da «luta política».

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, acusou as sondagens da Universidade Católica de serem um instrumento do «não» de modo a dar por adquirida a vitória do «sim», para diminuir o número de pessoas a votar.

«A Universidade católica, que é um instrumento do não, apresentou a espantosa sondagem de 16% de diferença para o sim, pretendendo que as pessoas não votem. Temos que garantir todos os votos, porque em 1998 as sondagens davam a vitória ao sim e depois tal não aconteceu, por um voto se ganha e por um se perde», afirmou, num encontro realizado no Ginásio Atlético Clube, na Baixa da Banheira.

O «sim» no referendo sobre a despenalização do aborto vence nas cinco sondagens publicadas hoje, com diferenças sobre o «não» que vão dos seis aos 21 pontos percentuais e valores da abstenção entre 18 e 45 pontos.

Diário Digital / Lusa

09-02-2007 10:25:48

Sem comentários: