Google+ Followers

terça-feira, junho 12, 2012

Borges ganha muito...mas disse a verdade...

http://www.linkedin.com/in/paulomarcos

Podemos não gostar de António Borges. Que fez isto e mais aquilo...que foi do FMI, da Goldman Sachs e de outros quejandos. Que ganha balúrdios.

Mas o ponto essencial é este: Portugal está amordaçado, falido, sem dinheiro para promover o crescimento, Estado e Empresas estão descapitalizados...A única forma de no curto prazo podermos crescer vai ser a de tornar as empresas que exportam (Bens ou Serviços) a serem mais concorrenciais nos mercados externos. Isto faz-se com melhor e mais investimento (mas não há dinheiro para tal...nem tempo...) que permita aumentar a capacidade potencial. Ou, no curto prazo, com custos mais baixos. Baixando os custos dos fornecimentos e serviços externos (energia....)...Reduzindo os custos salariais...

Reduzir os custos salariais não quer dizer reduzir salários....quer dizer suspender ou reduzir fortemente a taxa social única para quem mantenha ou crie novos postos de trabalho...para quem exporte e aumente as suas exportações....afinal a Segurança Social portuguesa é um mecanismo semelhante a uma D.Branca....que tem que ser reformulado....

A alternativa a baixar os custos das empresas exportadoras vai ser o aumento de desemprego....um em cada 5 portugueses em idade de trabalhar quer trabalhar mas não consegue arranjar emprego....e se não baixarmos os custos das empresas em breve teremos um cenário caótico...até o circunspecto Presidente da República o veio reconhecer no discurso de 10 Junho...

Sem comentários: