Google+ Followers

sexta-feira, fevereiro 29, 2008

Publicidade na RTP?

A propósito de um desafio lançado pelo blogue Do Fundo da Comunicação, aqui vai o meu singelo contributo para este tema:

O argumento a favor de publicidade ou não esquece uma premissa importante, a que importa responder.

Para que serve a RTP? Vamos supor, que as suas metas poderão ser, por ordem decrescente de importância, algo deste género:

- 1) assegurar a coesão nacional, divulgando e promovendo a língua, os hábitos, costumes, cultura e modos de vida portugueses (o que implica um reforço da programação nacional);

- 2) servir de promotor da imagem de Portugal nos países e mercados de língua portuguesa (incluindo as comunidades de emigrantes);

- 3) auxiliar na promoção da imagem de Portugal juntos dos principais mercados emissores de turistas e parceiros comerciais de Portugal.

Para atingir estes desideratos, a publicidade também pode representar uma certa imagem de Portugal e de suas empresas, influentes para atingir as metas 2 e 3.

Por outro lado, para atingir a meta 1), a mais importante, a publicidade tem também um papel, conquanto secundário, mas importante. De facto, se limitada temporalmente (4 a 5 minutos por hora) a capacidade de atrair publicidade é também uma medida da popularidade dos conteúdos e dos programas emitidos. Acreditamos que o mercado, provavelmente não exclusivamente, também é um bom aferidor da qualidade de programação (um conselho de sábios ou algo equivalente, também por ser um bom input).

Ou seja, a publicidade em dose moderada serve para:

- ajudar a aferir a qualidade da programação;

- co financiar a RTP;

- promover empresas e marcas portuguesas em mercados estrangeiros.

1 comentário:

Jose Coura disse...

Achei o seu artigo por acaso. Temos no Brasil a TV Cultura, da fundação Padre Anchieta, uma entidade que entendo mista, governo do estado de São Paulo e recursos próprios, alguns conquistados através da publicidade, mas não é algo moderado, ou seja, não são 4 ou 5 minutos por hora, mas deve ser uns 3 minutos a cada 15 de programação. Algo um pouco melhor que as redes privadas, mas abusiva.
Este é o recado
Abraços
josecoura@gmail.com