Google+ Followers

sexta-feira, setembro 22, 2006

Voar como o Jardel: letra de Carlos Tê e música de Rui Veloso

Eu queria unir as pedras desavindas
escoras do meu mundo movedico
aquelas duas pedras perfeitas e lindas
das quais eu nasci forte e inteirico

Eu queria ter barra nesse cais
para quando o mar ameaca a minha proa
E queria vencer todos os vendavais
que se erguem quando o diabo se assoa

Tu querias perceber os passaros
Voar como o jardel sobre os centrais
Saber por que dao seda os casulos
Mas isso ja eram sonhos a mais

Conta-me os teus truques e fintas
Sera que os "Nikes" fazem voar
Diz-me o que sabes e nao me mintas
ao menos em ti posso confiar

Agora diz-me agora o que aprendeste
De tanto saltar muros e fronteiras
Olha para mim e ve como cresceste
Com a forca bruta das trepadeiras

Põe aqui a mao e sente o deserto
Cheio de culpas que nao sao minhas
E ainda que nada à volta bata certo
Juro ganhar o jogo sem espinhas

Tu querias perceber os passaros
Voar como o jardel sobre os centrais
Saber por que dao seda os casulos
Mas isso ja eram sonhos a mais

Sem comentários: